Próximo
Anterior

Cinema

Festival de Cinema On-line

26.08 a 31.08
CP

Saiba mais sobre o filme

O Festival de Cinema Online está em sua segunda edição, e contou mais de 150 curtas-metragens inscritos. Ao todo, 35 curtas-metragens foram selecionados para a mostra competitiva, que conta com quinze categorias. “Aqui Jazz” de São Paulo e “Tranquem Nelson no Teatro” são os que obtiveram o maior número de indicações, sendo 13 ao todo. Todas as obras serão exibidas no festival e os que forem autorizados pelos criadores, também estarão disponíveis no Voto Online pela internet. Para saber quais são os selecionados em cada categoria.

Dos dias 26 a 29 de agosto serão exibidos os 35 selecionados no CCBB DF, e os vencedores de cada categoria, que serão revelados dia 29 de agosto no Base Concept Hotel, serão reprisados dias 30 e 31. O júri é composto por dezesseis jurados que são voltados ao cenário de produção audiovisual.

Por ser um evento independente, o Festival está realizando um financiamento coletivo, em que qualquer um pode colaborar com a realização do Festival, e ainda receberá várias recompensas de acordo com o valor. A lista de recompensas inclui: lugares reservados para as sessões principais no CCBB, camisetas temáticas de cinema, livro de suspense, vale cultura, dentre outros.

 

Dia 26, quarta-feira

Sessão Destaques 2014: 18h30
Classificação indicativa: 14 anos.

1 - Kassandra

A Visita (07’)
Cabeça de Peixe (14’)
Engole ou Cospervilha? (08’)
Kassandra (22’)
Se Eu Demorar uns Meses (14’)
Terra, Cuide Dessa Bola (10’)

Sobre: Principais vencedores do 1º Festival de Cinema Online, incluindo o curta-metragem “A Visita” vencedor da categoria “Melhor Filme – Júri Popular” e o curta-metragem “Kassandra” vencedor da categoria de “Melhor Filme – Júri Técnico”.

Sessão Mix I: 20h00
Classificação indicativa: 12 anos.

2 - Gotas de fumaça

1989 (15’)
Abraço de Urso (05’)
Às Margens do Itapecuru (08’)
Desvio (06’) *Menção Honrosa
Gotas de Fumaça (21’)
Feliciano Esperança Filho (05’)
Restauração (15’)

Sobre: Seis curtas-metragens selecionados para a mostra competitiva, além de uma menção honrosa, de gêneros variados. Quatro documentários, duas animações e uma ficção.

 

Dia 27, quinta-feira

Sessão Adrenalina: 18h30
Classificação indicativa: 12 anos.

1 - Amuleto do dragão

Body Count tá na Área (12’) *Menção Honrosa
Do Lado de Lá (05’)
Lúcia e o Cavaleiro da Lua (06’)
Nicolai (20’)
O Amuleto do Dragão (16’)
Último Round (16’)

Sobre: Exibição de curtas-metragens voltados aos gêneros de aventura, ação ou policial. Com presença de cinco obras concorrendo na mostra competitiva.

Sessão Documentário: 20h00
Classificação indicativa: 12 anos.

2 - A percepção de um olhar

A Percepção de um Olhar (27’)
Futebol e Sonhos (22’)
Labirinto de Papel (26’’)

Sobre: Sessão exclusiva de três documentários que concorrem na mostra competitiva do Festival.

 

Dia 28, sexta-feira

Sessão Thriller: 18h30
Classificação indicativa: 16 anos.

3 - O vilão

Dissociativa (09’)
Escarlate (16’) *Menção Honrosa
O Porão (01’)
O Vilão (15’)
Sexta-feira da Paixão (14’)
Snuff Said (20’) *Menção Honrosa

Sobre: Sessão especial para fãs de filmes de suspense e terror. Quatro curtas-metragens concorrem na mostra competitiva, além de duas menções honrosas.

Sessão Comédia & Romance: 20h00
Classificação indicativa: 14 anos.

4 - Vagabunda

A Mesma Velha Estória (03’)
Azul da Cor do Mar (12’)
Blue (04’) *Menção Honrosa
Creatio (05’)
Julie (19’)
Luz Natural (13’)
Vagabunda (19’)

Sobre: Sete curtas-metragens trarão muito humor e romance para a sessão. Além disso, seis concorrem na mostra competitiva.

 

Dia 29, sábado

Sessão Mix II: 14h00
Classificação indicativa: 12 anos.

5 - O extraordinário caso

A Pequena Bailarina de 14 anos (23’)
Aqui Jazz (19’)
De Papelão (21’)
Kolofé (14’)
O Extraordinário Caso do Sr. A (11’)
Perto e Profundo (13’)

Sobre: Sessão com exibição de três curtas-metragens de ficção, além de dois documentários. Vale ressaltar que um dos que receberam mais indicações foi o “Aqui Jazz”, presente nesta sessão.

Sessão Mix III: 15h45
Classificação indicativa: 12 anos.

6 - Tranquem Nelson no teatro

A Voz do Povo (20’)
Nas Ladeiras do Plano Piloto (08’) *Menção Honrosa.
Nau Insensata (14’)
Pão Nosso (05’)
Reciclo (06’)
Rua da Carioca, 49 (18’)
Tranquem Nelson no Teatro (19’)

Sobre: Sessão variada com três ficções e quatro documentários. Incluindo “Tranquem Nelson no Teatro”, um dos que receberam mais indicações na mostra competitiva.
Vencedores 2º Festival de Cinema Online

 

Dia 30, domingo

Sessão Estendida I: 14h00 – 15h30
Vencedores I: 15h45 – 16h45
Vencedores II: 17h00 – 18h00
Sessão Estendida II: 18h15 – 19h45
Vencedores III: 20h00 – 21h00

 

Dia 31 (segunda)

Sessão Estendida I: 18h30 – 20h00
Sessão Estendida II: 20h15 – 21h45

Sessão Estendida I:
1 – Melhor Filme: Júri Técnico
2 – Melhor Documentário
3 – Melhor Ator
4 – Melhor Fotografia
5 – Melhor Trilha Sonora
6 – Melhor Figurino

Sessão Estendida II:
1 – Melhor Filme: Júri Popular
2 – Melhor Direção
3 – Melhor Roteiro
4 – Melhor Atriz
5 – Melhor Edição
6 – Melhor Animação
7 – Melhor Direção de Arte
8 – Melhor Som
9 – Melhor Maquiagem

Vencedores I:
1 – Melhor Filme: Júri Técnico
2 – Melhor Direção
3 – Melhor Ator
4 – Melhor Trilha Sonora
5 – Melhor Figurino

Vencedores II:
1 – Melhor Filme: Júri Popular
2 – Melhor Documentário
3 – Melhor Roteiro
4 – Melhor Atriz
5 – Melhor Fotografia

Vencedores III:
1 – Melhor Edição
2 – Melhor Som
3 – Melhor Animação
4 – Melhor Maquiagem
5 – Melhor Direção de Arte

SINOPSES

 

Nome do Filme: Rua da Carioca, 49

Link do filme: https://www.youtube.com/watch?v=o3-nb_vfB_o

Direção: Daniel Roque

Ano: 2015

Estado: RJ

Gênero: documentário

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

O Cine-Theatro Íris é, provavelmente, o cinema mais antigo ainda em atividade no Rio de Janeiro. Talvez no Brasil. Sua tradição na cultura popular e erudita carioca persiste há mais de um século. Precursor dos filmes seriados, marco da arquitetura Art Nouveau e frequentado por nomes como Ruy Barbosa e Paulo de Frontin, o cinema hoje exerce atividades menos gloriosas: com programação de vídeos pornográficos e shows de Strip Tease, o Cinema Íris resiste bravamente ao doloroso limbo dos cinemas de ruas e mantém acesa a chama de um passado de glamour e inovação. A existência desse cinema ainda no ano de 2015 é mais do que um grande feito administrativo e de adaptação, é também um protesto, uma luta pela preservação de nossa história, nossa cultura e nosso patriotismo.

 

Nome do Filme: Perto e Profundo

Link do filme: https://vimeo.com/129925479 

Direção: Guily Machovec

Ano: 2015

Estado: RJ

Gênero: Ficção

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

Na fração de segundo que antecede a notícia sobre o estado de saúde de uma amiga à beira da morte, quatro amigas se questionam sobre a vida e a inevitabilidade de seu fim.

 

Nome do Filme: 1989

Link do filme: https://vimeo.com/113313029

Direção: André Araújo

Ano: 2015

Estado: TO

Gênero: documentário

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

O dia 20 de maio de 1989 foi marcado no Tocantins por uma grande festa, o início da construção de Palmas, sua capital. Neste dia, Sidinei Madalena, repórter cinematográfico, acompanhou cada movimento das 10 mil pessoas que invadiram o que era até então uma fazenda descampada. Agora, ele relembra essa data vendo suas imagens.

 

Nome do Filme: Azul da Cor do Mar

Link do filme: https://www.youtube.com/watch?v=RehF88uLFzY&feature=youtu.be

Direção: Pedro Mendes

Ano: 2014

Estado: SP

Gênero: Ficção

Não participa da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

Conta a história de Beto, um jovem de 14 anos que vive no interior de São Paulo e sonha em conhecer o mar. Seu desejo vira realidade em um passeio feito por sua professora de Ciências. Paralelo à essa paixão, Beto tem um amor platônico por uma das meninas da escola: a garota de olhos azuis da cor do mar. Um romance com frescor adolescente somado à imensidão do mar….

 

Nome do Filme: De Papelão

Link do filme: http://vimeo.com/84823492

Direção: Joel Schoenrock

Ano: 2014

Estado: Paraná

Gênero: Ficção

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

O amor de João e Clara parece ter acabado vítima da rudeza do dia a dia e pelo desgaste do tempo. No entanto, eles continuam juntos e levando a vida, até que novas situações vão relembrar o que parecia estar esquecido e dirão, à sua maneira, o que nunca foi dito antes.

 

Nome do Filme: Luz Natural

Direção: Ulisses da Motta

Ano: 2015

Estado: RS

Gênero: Ficção

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

Só mais uma história de encontrar e desencontrar. Lembranças – ou desejos – recortados pelo mar. Como que eu sei? Tá no teu olho. – Luz Natural foi realizado como experiência intimista e pessoal, rodado no apartamento e na rua do próprio diretor e na deserta praia de Itapeva, Torres, RS.

 

Nome do Filme: Abraço de urso

Link do filme: https://youtu.be/v7tlxkIUJ_w

Direção: Almir Correia

Ano: 2015

Estado: Paraná

Gênero: animação

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

A solidão é um urso que te abraça e não quer mais te largar. O urso fica com você 24 horas por dia. Acorda com você, toma banho, toma café com você. Anda de bicicleta até o trabalho com você. Não é nada fácil se livrar desse urso.

 

Nome do Filme: Labirinto de papel

Link do filme: https://vimeo.com/121133446

Direção: André Araújo, Roberto Giovannetti

Ano: 2014

Estado: TO

Gênero: documentário

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

Um grupo de pesquisadores do Tocantins busca elucidar eventos envolvendo militantes e o exército durante o período da ditadura civil-militar brasileira na região do então norte de Goiás.

 

Nome do Filme: Nau insensata

Link do filme: https://www.youtube.com/watch?v=MkREfGKdhY4

Direção:  Cristiano Sidoti

Ano: 2014

Estado: SP

Gênero: documentário

Não participa da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

Documentário sobre o caso do navio prisão “Raul Soares” ocorrido no ano de 1964 na cidade de Santos e seus desdobramentos. Após 49 anos, personagens narram o drama da prisão, a tortura e os processos sofridos. Organizado pela progressão dramática e imagética dos conflitos, o filme se utiliza arquivos, fotos, sons e recursos gráficos para compor e rever o ambiente vivido neste período político brasileiro.

 

Nome do filme: Nicolai

Link Trailer: https://vimeo.com/79595258

Direção: Luiz Andreghetto e Thiago Garcia

Ano: 2014

Estado: SP

Gênero: ficção

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

Após sete anos de seu desaparecimento, Nicolai retorna ao mundo do crime no qual, a cada esquina, existe alguém com motivação suficiente para vê-lo morto. O que ninguém suspeita é que seu retorno tem um único propósito: resolver todos os problemas ainda pendentes do passado.

 

Nome do Filme: O Porão

Link do filme: https://vimeo.com/121133446

Direção: André Araújo, Roberto Giovannetti

Ano: 2015

Estado: SP

Direção: Vinícius J. Santos

Gênero: Ficção

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

 

Nome do Filme: O extraordinário caso do sr.A

Link do filme: https://vimeo.com/75484407

Direção: Jackson Abacatu

Ano: 2014

Estado: MG

Gênero: animação

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

Uma peculiar (porém insensata) história sobre um homem sem futuro em sua batalha contra uma parte (irreparável) de si mesmo.

 

Nome do Filme: Ultimo Round

Link do filme: https://www.youtube.com/watch?v=cC7nOhCAsyI

Direção: Leo Arturius e Rafael Hotz

Ano: 2015

Estado: RJ

Gênero: ficção / drama

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

Enzo sente a maior dor que um pai pode sentir, a perda do filho por sua causa, e se entrega a depressão pelo período de dezesseis anos. Como sair dessa situação, talvez o seu maior ídolo lhe ajude.

 

Nome do Filme: A MESMA VELHA ESTÓRIA

Link do filme: https://vimeo.com/119630624

Direção: Ramon Faria
Ano: 2012

Estado: MG

Gênero: ficção / animação

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

Duas pessoas, de lugares tão distantes se apaixonam e resolvem viver juntos. Porém, depois de anos juntos, as lembranças podem ficar mais distantes e as brigas e discussões mais frequentes. Uma simples música pode reacender a memória e o amor voltar ao lugar a que pertence.

 

Nome do Filme: A percepção de um olhar

Link do filme: https://www.youtube.com/watch?v=KefuI3jRuUwLink

Direção: Isac Flores

Ano: 2014

Estado: BA

Gênero: Documentário

Uma reflexão acerca do “ver-e-não-ver” a partir do olhar participativo do diretor Isac Flores que decide colocar-se na condição de cegueira, e com depoimentos de alguns deficientes visuais que falam sobre suas percepções de mundo e suas experiências pessoais.

Não participa da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

 

Nome do Filme: A Voz do Povo

Link do filme: https://vimeo.com/113210166

Direção: Germano Weiss
Ano: 2014
Estado: Rio de Janeiro
Genero: ficção

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

Cleiton é o locutor de promoções do supermercado Superbaratão que sonha em um dia se tornar âncora de telejornal. Além de buscar uma vida melhor, ele quer ter seu talento reconhecido. A rotina de trabalho e a pobreza o incomodam assim como uma mosca que nunca lhe deixa em paz. Uma oportunidade de realizar seu sonho faz com que seu comportamento mude diante da vida e das pessoas que estão a sua volta.

 

Nome do Filme: O Amuleto do Dragão
Direção: João Paulo de Andrade
Link do filme: https://www.youtube.com/watch?v=YpZOwNa-UQQ     

Ano: 2012
Estado: São Paulo

Genero: ficção
Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

A busca de um amuleto roubado leva três descendentes chineses para uma academia de Kung Fu que pertence a um mestre brasileiro resultando em um confronto que vai revelar um segredo guardado durante séculos.

 

Nome do Filme: a pequena bailarina de 14 anos
Direção: Lucas Fratini
Link do filme: https://vimeo.com/123649079

Ano: 2015
Estado: Rio de Janeiro
Genero: ficção

Não participa da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

Nem toda bailarina está acostumada a dor

 

Nome do filme: Aqui Jazz

Direção: Albert Moreira
Link do filme: https://vimeo.com/115963005

Ano: 2014
Estado: São Paulo

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

Aqui Jazz” trata-se de uma obra fictícia onde o principal escopo é retratar com originalidade a tentativa de um espírito, inconformado com sua morte, retornar à vida. O título sugere uma analogia entre Jazz (gênero musical) e Jaz (jazigo).
A obra refere-se a vida de um saxofonista de uma banda de jazz que nasce na década de 30, se tornando um grande artista. Dentre as inúmeras apresentações em bares, cabarés e casas noturnas da época ele sofre um ataque cardíaco durante uma apresentação e falece no palco. Inconformado com sua morte, seu espírito ainda tem visões da época em que tocava para seus fãs e tenta retornar à vida quando a banda em que fazia parte presta uma homenagem em frente ao seu jazigo tocando a mesma música daquela apresentação onde ele faleceu.

 

Nome do Filme: CREATIO
Direção: Ramon Faria
Ano: 2015
Estado: MG

Genero: animação / ficção

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

E em seis dias Deus criou o mundo. No sétimo ele descansou. Mas o que aconteceu quando ele parou para descansar?

 

Nome do Filme: Dissociativa

Link do filme: https://www.youtube.com/watch?v=4GbwgbeBKaI
Direção: Rafael Zanesco
Ano: 2015
Estado: São Paulo
gênero: ficção

Durante a madrugada, Cris acordada assustada com sons sinistros em seu apartamento. Ao levantar para ver o que esta acontecendo , percebe que não está sozinha nessa noite.

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

 

Nome do Filme: Do lado de lá

Direção: Fabrício Porto
Link do filme: https://vimeo.com/118245347

Ano: 2015
Estado: Santa Catarina
Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

O curta “Do lado de lá” brinca com uma situação absurda em que João acorda de manhã e percebe que a porta de saída de seu apartamento não dá mais para o corredor, mas sim para um apartamento desconhecido. A situação absurda continua quando João percebe que sua esposa está no outro apartamento. Os dois percebem que devem encontrar alguma saída é tentar quebrar a barreira imposta naquela situação.

 

Nome do Filme: FELICIANO ESPERANÇA FILHO

Direção: Robson dos Santos

Ano: 2013

Estado: Minas Gerais

Genero: animação

Feliciano Esperança Filho é um jardineiro com um objetivo na vida: usar seus poderes mágicos de jardinagem para espalhar alegria em todo o nosso planeta.

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

 

Nome do Filme: Futebol e Sonhos
Direção: Fábio Marcelino / Sergio Vilaça
Ano: 2014
Estado: MG
Genero: documentário
Os times infantis comandados por Robertão (Santa Lúcia) e João Baiano (Bonfinense) se enfrentaram na Barragem Santa Lúcia, Região Centro-Sul de Belo Horizonte, em partida válida pelo campeonato amador da categoria. Seria mais um jogo de várzea entre garotos, no entanto, é muito mais que isto. É um embate entre a dificuldade e o sonho. A perspicácia e o desânimo. A solidariedade e alteridade. Estes dois fazem muito mais que ajuntar garotos e propor um mero passatempo ou distração. Com muita bravura e dedicação, eles se entregam em uma árdua tarefa para que estas crianças possam alimentar as suas almas com um dos maiores sustentáculos do homem: o sonho. É entrega, suor e coração.

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

 

Nome do Filme: Gotas de Fumaça
Direção: Ane Siderman
Ano: 2013/2014
Estado: Rio Grande do Sul

Gênero: Ficção / Drama

Bibi é uma viúva que vive com seu gato em seu pequeno apartamento. Aos setenta anos, refugiada em seu próprio mundo, apenas se relaciona com os seus vizinhos. Até que decide sair da toca para ajudar sua vizinha Julieta. Acabam criando uma relação às margens da solidão, identificadas na angústia comum da espera da morte.

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

 

Nome do Filme: Julie
Direção: Sérgio Minehira

Genero: ficção

Ano: 2014
Estado: São Paulo

Madalena, uma garota de dez anos passa a tarde com seu Avô numa praça onde ele viveu uma parte de sua vida. Ele conta esse momento que viveu e como conheceu sua primeira esposa. Julie, uma garota instável e dependente que não vê sua vida passar com uma sucessão de erros que refletem nela. Duas histórias iguais e diferentes que intercalam no tempo e mostram que os erros e os acertos se repetem independentes das eras.

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

 

Nome do Filme: Kolofé
Direção: Thomas Freitas
Ano: 2015
Estado: PB
Genero: documentario

Pintar a ancestralidade negra é um ato de reconquista da memória daqueles que construíram o Centro Histórico da capital da Paraíba.

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

 

Nome do Filme: Lúcia e o Cavaleiro da Lua
Direção: Rodolfo de Castilhos Franco
Link do filme: https://www.youtube.com/watch?v=_hzHZgGk808

Genero: ficção

Ano: 2013
Estado: RS

Duas crianças no limiar entre o real e o imaginário.

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

 

Nome: O vilão

Direção: Bruno Vieira Lottelli

Link do filme: https://vimeo.com/112765595

Ano: 2014
Estado: SP
Genero: ficção
Vilão e Baby formam uma dupla de artistas mambembes que viaja pelo interior do país seduzindo seu público. Em um certo carnaval oferecem a Sexy, uma jovem viajante, e trio vive momentos de sexo, drogas e ultraviolência

Não participa da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

 

Nome do Filme: RECICLO
Direção: RAUL DE LIMA
Ano: 2015
Estado: DISTRITO FEDERAL

Genero: documentário

Não participa da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

 

Nome: Sexta-feira da paixão

Direção: Ivo Costa
Link do filme: https://www.youtube.com/watch?v=NeSK8Q62emI

Ano: 2014
Estado: MG
Genero: ficção
O curta Sexta-Feira da Paixão é livremente inspirado em um “causo” contado a seus netos por Delfina Fernandes, uma senhora de 94 anos, moradora do interior de MG. O causo trata-se da assustadora história do conquistador José Fernandes, um jovem atormentado por seu misterioso passado.

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

 

Nome do Filme: Tranquem Nelson no Teatro

Link: https://vimeo.com/122213787

Direção: Jonas Gadelha
Ano: 2015
Estado:  Rio de Janeiro
Gênero: Ficção
Tranquem Nelson no Teatro é um curta metragem baseado numa crônica de Antonio Callado onde de forma bastante irônica o escritor faz um paralelo entre o saudoso autor, Nelson Rodrigues, e a política brasileira no início da década de 90

Participante da categoria “Melhor Filme – Júri Popular”

 

Nome do Filme: Vagabunda
Direção: Jonas Gadelha
Ano: 2015
Estado:  Rio de Janeiro

Brandão, o cinquentão casca grossa, quer ser visto como o homem mais rico e poderoso da região. Vanusa, sua esposa, quer ser a mulher mais desejada e admirada do estado. E Ney, o filho do casal, recebeu a missão de se transformar no novo Neymar. É um delírio coletivo. Tudo o que tem é um posto de gasolina/churrascaria pouco frequentado em algum canto remoto do Brasil.

É durante uma grave crise financeira que Brandão recebe a inspiração de tirar do ostracismo Franck Solaro, um antigo cantor de churrascaria que um dia foi famoso pela interpretação do bolero “Vagabunda”. No início dá certo. A clientela aumenta. Porém, assinado o contrato, Franck assa a agir como uma diva internacional cheia de exigências; uma fonte inexaurível de ideias esdrúxulas para atrair mais público e que sempre causam algum tipo de prejuízo. Brandão se enfurece, contra-ataca, faz intrigas, tenta dar a volta em Franck. Sempre sai perdendo. Não percebeu que é impossível apagar a luz de um verdadeiro Superstar ficando tudo em “família”.

Genero: ficção

Participante do júri popular

 

Gostou do evento?

CCBB DFcomo chegar

Centro Cultural Banco do Brasil Brasília

SCES, Trecho 02, lote 22 CEP: 70200-002 | Brasília (DF) (61) 3108-7600

ccbbdf@bb.com.brFuncionamento: de terça a domingo, das 9h às 21 horas

Como chegar