Próximo
Anterior

Artes Visuais

Monólogos de Gênero

01.12 a 02.01
  • Horário

    de 09h às 21h

  • Ingresso

    Entrada Franca

  • Como chegar

    Visualizar
12

Saiba mais sobre a mostra

A artista visual Diana Blok convida 6 atores e atrizes, brasileiros e holandeses, para interpretarem textos escritos originalmente para personagens e personalidades icônicas do sexo oposto. O resultado é uma vídeoinstalação, criada em parceria com o pesquisador de mídias interativas Pawel Pokutycki, na qual o público descobrirá de forma surpreendente rostos conhecidos sob identidades ficcionais assumidas, atravessando os limites do gênero por meio da imaginação.

Em comemoração ao Dia Internacional de Direitos Humanos, no dia 10 de dezembro, a Embaixada do Reino dos Países Baixos exibe no cinema do CCBB dois documentários curtos com o tema da diversidade sexual e escolhas de identidade sexual fora do padrão heteronormativo. O primeiro é chamado “Soy negra, soy marica y soy puta” e o segundo, “Eu te desafio a me amar”. A sessão de cinema contará com a presença da artista Diana Blok que também é a diretora do segundo filme.

Soy Negra, Soy Marica y Soy Puta

 

Ano: 2012

Conceito e direção: Hugo Meijer e Cas van der Pas

Duração: 21 minutos

Classificação indicativa: 16 anos

País: Países Baixos/Colômbia

Tipo: Documentário

Língua original: Espanhol (legendado em português)

Sinopse:

A história de “Soy Negra, Soy Marica y Soy Puta” conta a história da Diana Navarro Sanjuan. Diana é uma mulher transexual que combina seu trabalho como prostituta com sua carreira de advogada e com seu ativismo em prol de direitos humanos para criar um mundo melhor. No bairro de Santa Fé, um dos lugares mais perigosos de Bogotá, a Diana sonha com um mundo onde mulheres transexuais se sentem livres para escolher o caminho de vida que queiram, em vez de sentir-se obrigadas a trabalhar na prostituição. Neste documentário acompanharemos a Diana nesta luta do dia a dia.

Eu te Desafio a me Amar

 

Ano: 2015

Conceito e direção: Diana Blok

Duração: 37 minutos

Classificação indicativa: 12 anos

País: Países Baixos/Brasil

Tipo: Documentário

Língua original: português

Sinopse:

Em “Eu te desafio a me amar” (2015) Diana Blok desafia o nível crescente de violência e discriminação contra pessoas LGBTI hoje no Brasil. A imagem da liberdade sexual que o Brasil tende a projetar é contrária à realidade que a Diana descobriu ao escutar os protagonistas que ousaram a falar a verdade. Com a intenção de ganhar o máximo de terreno possível, Diana falou com pessoas de todas as esferas da vida, de comunidades urbanas remotas a acadêmicos e até mesmo algumas personalidades muito conhecidas no mundo da música e da política. O resultado é uma série de encontros pessoais e emocionais entre a diretora e estes protagonistas corajosos e autênticos que se atrevem a mostrar tudo que são.

Gostou do evento?

CCBB DFcomo chegar

Centro Cultural Banco do Brasil Brasília

SCES, Trecho 02, lote 22 CEP: 70200-002 | Brasília (DF) (61) 3108-7600

ccbbdf@bb.com.brFuncionamento: de terça a domingo, das 9h às 21 horas

Como chegar