Sobre o Centro Cultural Banco do Brasil

Os Centros Culturais Banco do Brasil (CCBBs) somam mais de 27 anos de história

Considerados como referência em centros culturais artísticos, os CCBBs do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo e Brasília possuem espaços multidisciplinares que são relevantes não apenas no cenário brasileiro, mas também internacionalmente, apresentando projetos musicais, peças teatrais, filmes e exposições.

Contemplar diferentes públicos com a sua programação é uma busca constante no Centro Cultural Banco do Brasil. Todo o trabalho é direcionado para receber projetos inovadores e com linguagens diversas. Durante esses mais de 27 anos, foram cerca de 85 milhões de visitantes que presenciaram a realização de mais 3.850 projetos, entre variadas atrações culturais, com programação regular, em 6 dias na semana.

Investimento na Cultura

O investimento em cultura tem contribuído para o fortalecimento da marca Banco do Brasil, reforçando a imagem da instituição que valoriza e investe no acesso e na formação cultural dos cidadãos brasileiros.

O investimento total em cultura no ano de 2016 foi de R$ 41,6 milhões, sendo que R$ 24,6 milhões foram incentivados pela Lei Rouanet. Ao todo, foram realizados 126 projetos no período de janeiro a dezembro, sendo:

  • 04 projetos educativos;
  • 12 projetos de ideias;
  • 21 projetos de exposições;
  • 15 projetos de música;
  • 52 projetos de cinema;
  • 22 projetos de artes cênicas.

Qualidade e diversificação

Somente em 2016, os CCBBs receberam mais de 5,1 milhões de visitantes. O crescimento constante de público revela a receptividade que os Centros Culturais possuem e fazem com que suas realizações permaneçam nos rankings das principais instituições culturais do mundo.

Segundo a publicação inglesa “The Art Newspaper”, em sua edição de verão de 2017, as três exposições mais visitadas do ano passado, em todo mundo, foram realizadas no CCBB Rio de Janeiro: “O Triunfo da cor. O pós-impressionismo: obras-primas do Musée d’Orsay e do Musée de l’Orangerie”, “ComCiência – Patricia Piccinini” e “Castelo Rá-Tim-Bum – a exposição”.

No ranking global, o CCBB Rio de Janeiro figura como centro cultural mais visitado do Brasil e o 26º no mundo, com público total de 2.216.880 visitantes. O CCBB Brasília é o 2º no País e o 59º no mundo, com 1.122.826 pessoas. O CCBB São Paulo é o 3º mais visitado no País e o 68º no geral, com 965.929 visitantes.

É gratificante ao Banco do Brasil poder afirmar, com base em todo esse histórico, que os seus Centros Culturais vêm cumprindo de forma enriquecedora o seu objetivo de oferecer à sociedade programação cultural regular, acessível e diversificada. Com isso, o BB promove, consequentemente, a cultura e estabelece um diálogo permanente com a classe artística, com o público e com as cidades.